Liga Árabe pedirá apoio do Conselho de Segurança a plano para a Síria

A Liga Árabe deverá pedir ao Conselho de Segurança da ONU para apoiar seu plano para interromper a onda de violência na Síria.

No último domingo, a organização de Estados árabes pediram que o presidente sírio, Bashar Al-Assad, deixe o poder e entregue o cargo a seu vice.

O secretário-geral da Liga Árabe, Nail Elaraby, disse que pedirá aos embaixadores no Conselho de Segurança que endossem esta posição em uma reunião marcada para a próxima segunda-feira, em Nova York.

Elaraby irá ao encontro acompanhado do emir do Catar, xeque Hamad bin Jassim Al-Thani, que sugeriu o envio de tropas árabes para acabar com a crise.

Em território sírio, ativistas dizem que houve novos confrontos entre as forças de segurança e manifestantes contrários ao governo nas proximidades da capital, Damasco.

Também foram registrados enfrentamentos em Deraa, a sul da capital.

Observadores da Liga Árabe continuam em atividade na Síria, mesmo depois que integrantes dos países do Golfo Pérsico abandonaram a missão.