Mergulhadores abandonam busca por corpos no Costa Concordia

Mergulhadores italianos abandonaram as buscas por corpos dentro do navio de cruzeiro naufragado Costa Concordia, após as condições da embarcação terem deteriorado sob a água.

"Nós paramos definitivamente com a busca submarina dentro do navio", disse um porta-voz do Corpo de Bombeiros da ilha de Giglio.

Quinze pessoas ainda estão desaparecidas depois que o navio naufragou na costa toscana no dia 13 de janeiro, matando 17 pessoas.

O trabalho de recuperação do navio deve levar até dez meses.

A Agência de Proteção Civil Italiana, que está supervisionando as buscas, disse ter contactado as famílias dos desaparecidos e as embaixadas estrangeiras envolvidas para explicar a decisão.

Equipes de emergência continuam a inspecionar a parte do navio que está acima da linha da água e usam equipamentos especializados para buscar por corpos no mar, segundo a agência.