Ataque americano mata 13 em busca por homem ligado à Al-Qaeda no Iêmen

Relatos do Iêmen dizem que aviões não tripulados americanos mataram pelo menos 13 militantes da Al-Qaeda na província de Abyan, no sul do país.

Líderes tribais locais dizem que uma das pessoas mortas no ataque era procurada pelos Estados Unidos em conexão com o ataque a um navio de combate americano, o USS Cole, em 2000. Ele foi identificado como Abdel-Munem al-Fatahani.

Horas antes, membros de tribos iemenitas sequestraram seis funcionários de organizações humanitárias de uma àrea à oeste da capital, Sana. Quatro deles eram estrangeiros.

A agência de notícias estatal Saba diz que um alemão, um colombiano, um iraquiano, um palestino e dois iemenitas foram levados.

Seus sequestradores pedem a libertação de homens presos pelas autoridades iemenitas.