Governos ocidentais pressionam Síria no Conselho de Segurança da ONU

Governos ocidentais estão pressionando o Conselho de Segurança da ONU para combater a crise na Síria, onde está ocorrendo uma escalada de violência.

Os diplomatas ocidentais querem que ONU apoie uma proposta da Liga Árabe, que pede a renúncia do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Mas a Rússia, um aliado importante da Síria, afirma que a proposta é inaceitável e ameaçou usar o seu poder de veto. O Conselho de Segurança vai discutir a crise na terça-feira.

Em um pronunciamento, a Síria disse estar se defendendo de terrorismo, e acusou países ocidentais de tentar pôr em prática "políticas de caos".

O governo americano manifestou que a queda do atual regime sírio é inevitável, e pediu que os demais países decidam de que lado estão na disputa.