Rússia diz que resolução da ONU é 'caminho para guerra civil' na Síria

A disposição ocidental e árabe de adotar a resolução da ONU sobre é "um caminho para a guerra civil", alertou nesta terça-feira o vice-ministro das Relações Exteriores russo Gennady Gatilov.

Gatilov disse à agência de notícias Interfax que a resolução "não levará à busca por um acordo".

A resolução deve ser discutida na reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre o aprofundamento da crise síria.

O secretário-geral da Liga Árabe Nabil al-Arabi pedirá ao conselho que apóie o novo pedido da organização para que o presidente Bashar al-Assad renuncie.

No entanto, a Rússia já ameaçou vetar qualquer resolução.

O pronunciamento do vice-ministro russo acontece após mais um dia de violência na Síria, com mais de 100 pessoas mortas em todo o país.

Ativistas dizem que mais de 40 civis estavam entre os mortos, mas a informação não pode ser verificada de maneira independente, já que a BBC e outros veículos internacionais tem dificuldade para entrar no país.