Malária mata número de pessoas 'duas vezes maior do que se acreditava'

O número de pessoas mortas por malária ao redor do mundo é duas vezes maior do que se acreditava anteriormente, segundo um novo estudo.

Cientistas nos Estados Unidos e Austrália afirmam que 1,2 milhão de pessoas morreram de malária em 2010, quase o dobro da estimativa feita pela Organização Mundial de Saúde.

Segundo a pesquisa, publicada na revista científica Lancet, 40% das vítimas são crianças mais velhas e adultos, contrariando também a crença de que a maior parte das mortes acontece entre menores de cinco anos de idade.

Os pesquisadores dizem que as informações foram obtidas a partir de novos dados, modelos matemáticos mais complexos e a reclassificação de mortes atribuídas erroneamente a outras causas.