PMs grevistas desocupam Assembleia em Salvador

Os cerca de 240 policiais militares em greve que ocupavam a Assembleia Legislativa da Bahia deixaram o local na manhã desta quinta-feira.

O chefe de comunicação do Exército, tenente-coronel Márcio Cunha, informou que os policiais que ocupavam o prédio em Salvador desde o dia 31 foram retirados do local.

Os dois líderes do movimento, Marco Prisco e Antônio Paulo Angelin, deixaram o prédio pelos fundos, como parte do acordo para encerrar a ocupação. Os dois foram detidos e levados para a sede da Polícia do Exército em Salvador.

A saída dos grevistas foi organizada e realizada em grupos, com soldados do Exército revistando cada um.

Soldados do Exército fizeram uma revista no prédio da Assembleia logo após a saída dos grevistas e, segundo informações do Exército, o prédio está em bom estado, porém sujo.