Mais duas economias do euro entram em recessão

Duas das maiores economias da zona do euro entraram em recessão de acordo com os números mais recentes. Itália e Holanda apresentaram redução de 0,7% em seu Produto Interno Bruno no quarto trimestre do ano passado, a segunda queda consecutiva em ambos os países, o que caracteriza recessão.

Já a Alemanha teve seu primeiro desempenho negativo desde 2099, com declínio de 0,2% no quarto trimestre em relação aos três meses anteriores.

Mas na França houve surpreendente crescimento, de 0,2%, no trimestre final de 2011, atribuído a um saudável aumento nas exportações.

Juntas, a 17 economias que compõem a região do euro encolheram 0,3% no quarto trimestre do ano passado, contra crescimento de 0,7% nos Estados Unidos. No entanto, a zona do euro ainda não está oficialmente em recessão, uma vez que houve crescimento de 0,1% no terceiro trimestre de 2011.

Em 2011, a economia francesa cresceu 1,7%. Já a Alemanha, 3%. A crise da dívida na Europa já empurrou Grécia, Portugal e Bélgica para a recessão, uma vez que as respectivas economias apresentaram contração por dois trimestres consecutivos.