'Homem-bomba da cueca' é condenado à prisão perpétua nos EUA

Um juiz federal nos Estados Unidos condenou à prisão perpétua a um muçulmano nigeriano que tentou explodir um avião americano com uma bomba costurada em sua cueca.

Durante o julgamento, Umar Farouk Abdulmutallab, que ficou conhecido como o "homem-bomba da cueca", de declarou culpado de oito acusações, incluindo a tentativa de assassinato de 289 pessoas.

No dia de Natal em 2009, ele embarcou em um voo da Northwest Airlines em Amsterdã, na Holanda, que ia para Detroit.

Quando o avião se aproximava de seu destino, o nigeriano tentou detonar a bomba, mas ela não explodiu. Ele teve sérias queimaduras, mas ninguém mais se feriu.

Em um comunicado enviado à BBC, sua família pediu que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos revisasse a sentença de Abdulmutallab, dizendo que ficaram muito chocados ao descobrir o envolvimento do filho no incidente.