Presidente alemão renuncia devido a escândalo de empréstimo

Atualizado em  17 de fevereiro, 2012 - 09:01 (Brasília) 11:01 GMT

O presidente alemão, Christian Wulff, renunciou nesta sexta-feira devido a um escândalo sobre denúncias de que teria obtido empréstimos e favorecimentos com influência política.

A renúncia foi anunciada um dia depois que promotores alemães pediram ao Parlamento aprovação para derrubar a imunidade do presidente.

Wulff disse que deixou o cargo porque a confiança do povo alemão em seu trabalho caiu nas últimas semanas.

O presidente afirmou que está convencido de que todas as investigações provarão a sua inocência, já que ele mantém que sempre agiu com honestidade. A chanceler, Angela Merkel, aceitou com pesar a renúncia do presidente e disse que vai começar o processo de consultas para achar um sucessor.

Na prática, o presidente da Alemanha tem poucos poderes, e quem gerencia o país é a chanceler.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.