Palestino em greve de fome na prisão pede libertação à Suprema Corte de Israel

Um prisioneiro palestino e suposto integrante do grupo fundamentalista muçulmano Jihad Islâmico apelou à Suprema Corte de Israel para que ele seja libertado da prisão.

Khader Adnam, um padeiro da Cisjordânia, vem se recusando a comer a dois mess.

Seus advogados afirmam que ele irá morrer a não ser que o tribunal superior de Israel atendo ao seu pedido urgentemente.

Adnam está preso sob condições que os israelenses chamam de ''detenção administrativa'', que permite que pessoas consideradas um risco à segurança pública sejam presas sem uma acusação formal.