Polícia da China prende escritor tibetano

A polícia chinesa prendeu um escritor tibetano, em meio a uma nova onda de protestos no Tibete, contra o controle da região por parte do governo da China.

Segundo o serviço de informações tibetano A Voz do Tibete, baseado na Noruega, mais de 20 policiais teriam participado da prisão do autor Gangkye Drubpa, em sua residência na região de Serthar, no Tibete, na quarta-feira.

O autor ainda estaria detido, mas autoridades oficiais chinesas disseram não estar cientes do caso.

Desde o final do ano passado, o governo da China se viu em um novo ciclo de protestos e repressão contra manifestantes.

Mais de 20 tibetanos, em sua maioria monges budistas, atearam fogo a si mesmos, em protesto contra as medidas repressivas do governo.