Manifestações contra queima do Alcorão matam cinco no Afeganistão

Pelo menos cinco pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas nesta quarta-feira em violentas manifestações no Afeganistão contra o que a Otan classificou de queima por engano de exemplares do Alcorão por seus soldados.

Manifestantes culparam os EUA, quebraram janelas e queimaram pneus.

No Parlamento afegão, políticos pediram punições rápidas para os responsáveis.

Na terça-feira, militares americanos pediram desculpas pelo incidente, ocorrido na base militar de Bagram, ao norte da capital, Cabul.