Japão pensou em evacuar Tóquio após Fukushima, diz relatório

Um novo relatório sobre o desastre nuclear de Fukushima, no Japão, indica que o governo considerou a possibilidade de evacuar Tóquio na ocasião.

O inquérito, realizado por um painel independente, diz que integrantes do governo temiam que o desastre levasse ao colapso de uma série de usinas nucleares, engolindo a capital.

O documento cita o chefe de gabinete, que teria dito que Tóquio poderia ficar "destruída".

O inquérito também descreveu problemas entre a operadora de Fukushima e o governo.

O então primeiro-ministro, Naoto Kan, ordenou que os trabalhadores permanecessem na usina danificada pelo tsunami, enquanto minimizava os riscos.

A investigação foi feita por um painel formado por 30 professores universitários, advogados e jornalistas, que passaram mais de seis meses entrevistando 300 pessoas.