Enviado da ONU pede gestão diplomática única para lidar com a Síria

Kofi Annan, enviado conjunto da ONU e da Liga Árabe à Síria, disse nesta quarta-feira que pretende visitar em breve o país árabe, convulsionado pela repressão a uma onda de protestos antigoverno.

Annan, ex-secretário-geral da ONU, afirmou que sua missão deve ser o único mediador internacional para pleitear o fim da violência na Síria. Para ele, sua posição será enfraquecida caso haja mais de uma gestão diplomática internacional com Damasco.

O atual secretário da ONU, Ban Ki-moon, pediu apoio internacional à missão de Annan, incluindo do Conselho de Segurança da entidade.

Dois dos membros permanentes do Conselho, Rússia e China, vetaram recentemente resoluções contra a Síria.