Chefe humanitária da ONU entra em Homs, na Síria

A chefe humanitária da ONU (Organização das Nações Unidas), Valerie Amos, conseguiu entrar nesta quarta-feira no distrito de Baba Amr, na cidade síria de Homs, após dias de um intenso cerco das tropas do presidente Bashar al Assad ao local.

A informação foi confirmada à BBC por um porta-voz do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (IRCC, na sigla em inglês), que acrescentou que uma equipe do Crescente Vermelho acompanha a diplomata.

O distrito de Baba Amr foi alvo de bombardeios do regime durante as últimas semanas e equipes de ajuda humanitária aguardavam liberação do governo para prestar auxílio à população.

O acesso foi liberado após reuniões da enviada das Nações Unidas com o chanceler sírio, Walid Muallim, que manifestou a intenção do regime de cooperar com as equipes humanitárias.

No fim de fevereiro, a ONU (Organização das Nações Unidas) estimou em 7.500 o número de mortes na repressão do regime aos protestos que pedem a renúncia de Assad, iniciados há quase um ano.