Ator George Clooney dá depoimento ao Senado dos EUA sobre o Sudão

O ator americano George Clooney fala na noite desta quarta-feira para um comitê do Senado dos Estados Unidos sobre as situações que ele presenciou durante uma viagem recente à região do Cordofão do Sul, no Sudão.

Moradores da região estão em meio a um conflito entre rebeldes e o exército sudanês.

Antes do depoimento do ator, o Comitê de Relações Exteriores do Senado mostrou um documentário de sua visita ao Cordofão do Sul para a ONG Project Enough ("Projeto Basta", em tradução literal), que milita contra genocídios e crimes contra a humanidade.

Clooney viajou secretamente pela fronteira do Sudão para as montanhas Nuba, onde sua equipe aparentemente presenciou um ataque aéreo.

Em uma entrevista à BBC, ele disse que vilarejos do povo Nuba foram bombardeados ou queimados por forças governamentais sudanesas e que os civis foram forçados a procurar abrigo em cavernas.

Durante o depoimento, Clooney afirmou que o que está acontecendo na região é "abominavelmente similar" à violência em Darfur, onde a ONU estima que 300 mil pessoas morreram desde o início do conflito entre grupos rebeldes e forças do governo em 2003.