Grupo ugandense suspende exibições de vídeo sobre Kony no norte do país

Os organizadores da primeira exibição pública no norte da Uganda de um vídeo da ONG americana "Invisible Children" sobre o líder rebelde Joseph Kony disseram que o sessão causou tantas manifestações de raiva que eles tiveram que suspender os planos para outras exibições.

O vídeo, que pede a prisão do líder do Exército de Resistência do Senhor, tornou-se viral na internet e teve mais de 78 milhões de visualizações no YouTube.

Um porta-voz do grupo ugandense Rede de Iniciativa da Juventude Africana (AYINET, na sigla em inglês), Victor Ochen, disse que o vídeo de 30 minutos provocou indignação quando foi exibido para centenas de pessoas na cidade de Lira.

Muitos na platéia reclamaram que o filme, que se chama Kony2012, era insensível e impreciso.