Polícia expulsa manifestantes que cobravam críticas do Papa à Cuba

A polícia cubana expulsou 13 pessoas que estavam ocupando uma igreja em Havana.

Os manifestantes pedem que o Papa Bento 16 faça alguma menção à situação dos direitos humanos durante sua visita à Ilha, no final do mês.

Um porta-voz da Igreja Católica disse que os dissidentes foram expulsos a pedido do arcebispo de Havana.

Os manifestantes deixaram o local pacificamente. Eles querem que o Papa peça a libertação de prisioneiros políticos e o fim da repressão em Cuba.

A Igreja Católica criticou a manifestação, dizendo que locais de culto não são adequados para protestos políticos.