Presidente do Senegal admite derrota em eleição

O presidente do Senegal, Abdoulaye Wade, admitiu a derrota no segundo turno das eleições presidenciais, ocorrido neste domingo.

Wade, que tentava o terceiro mandato, foi derrotado pelo ex-primeiro-ministro do país Macky Sall.

A televisão estatal informou que Wade fez um telefonema para Sall admitindo a derrota na votação.

Milhares de partidários de Sall se reuniram na sede do partido na capital, Dacar.

O presidente Wade mudou a Constituição do Senegal para concorrer ao terceiro mandato.

Esta mudança desencadeou semanas de protestos e violência no país.

O Senegal tem uma longa história de democracia e, diferente de muitos de seus vizinhos, nunca passou por um golpe militar.