Anistia denuncia perseguição de ciganos na Europa

O grupo de direitos humanos Anistia Internacional divulgou nesta quarta-feira um novo relatório no qual condena a perseguição de comunidades roma na Europa.

Segundo o documento, entre dez milhões e 12 milhões de comunidades roma, travellers e ciganas vivem na Europa. As estratégias de inclusão social tanto por parte dos governos como da União Europeia não estariam funcionando.

A Anistia diz que isso resulta em expectativa de vida menor e desemprego maior entre os ciganos.