Na Turquia, Kofi Annan pede fim imediato da violência na Síria

O enviado internacional da ONU e dos países árabes à Síria, Kofi Annan, pediu a todos os lados do conflito sírio que parem imediatamente com a violência sem pré-condições.

Em uma coletiva de imprensa na Turquia, Annan disse que o plano de paz internacional ainda pode ser implementado até a próxima quinta-feira.

Ele afirmou que há relatos de algumas retiradas militares, como prometido pelo governo sírio, mas disse que outras fontes mostraram que o exército se concentrou em novos alvos.

Ativistas dizem que as áreas controladas pela oposição sofreram ataques intensos e que mais de 30 pessoas teriam morrido nesta terça-feira.

Horas antes, Kofi Annan visitou o campo de refugiados sírios de Yayladagi, na Turquia, e foi recebido por dezenas de pessoas com bandeiras de "Nova Síria" criadas pela oposição a Assad.

Um tiroteio na fronteira entre os dois países, que feriu pelo menos seis pessoas, causou tensão nas relações entre Síria e Turquia.