Egípcios protestam contra candidatura de aliado de Mubarak

Milhares de egípcios reuniram-se nesta sexta-feira na Praça Tahrir para protestar contra a decisão do ex-chefe do serviço de espionagem do ex-presidente Hosni Mubarak, Omar Suleiman, de se candidatar às eleições presidenciais do país.

A manifestação foi convocada pela Irmandade Muçulmana sob a justificativa de "proteger a revolução" e tem sido apoiada por um número considerável de grupos políticos da base aliada, temerosos da tentativa de apoiadores de Mubarak de voltarem ao poder.

A Praça Tahrir foi o epicentro dos protestos contra o regime de Hosni Mubarak no ano passado.

Na última quinta-feira, o Parlamento egípcio aprovou uma lei que proíbe funcionários do alto escalão da era Mubarak de concorrer a postos no Executivo e Legislativo do país, mas analistas acreditam que o conselho militar, que governa atualmente o Egito, irá vetá-la.