Soldados da comitiva de Obama também são envolvidos em escândalo na Colômbia

Cinco oficiais militares da comitiva do presidente americano Barack Obama na Colômbia podem ter estado envolvidos em "condutas inapropriadas", assim como diversos agentes do serviço secreto americano, dizem oficiais.

Os oficiais e agentes, que estavam hospedados no mesmo hotel, foram substituídos na missão na sexta-feira.

Os relatos de "conduta inapropriada" envolvem encontros com prostitutas em Cartagena antes da chegada de Obama ao país.

Os agentes do serviço secreto foram suspensos e o Exército afirmou que os oficiais que violaram o toque de recolher seriam investigados.

Os oficiais que acompanhavam o presidente à Cúpula das Américas não poderão ter contato com ninguém e retornarão aos Estados Unidos com o restante da comitiva, após a Cúpula.