Argentina decide nacionalizar YPF

O governo argentino anunciou nesta segunda-feira que enviou ao Congresso um projeto de lei para passar ao controle direto do Estado 51% das ações da petroleira YPF, subsidiária da espanhola Repsol no país.

Os 49% restantes seriam controlados por governos regionais.

Uma crítica que o governo vinha fazendo é a de que a empresa havia reduzido seus investimentos no país, o que obrigaria a Argentina a aumentar suas importações de hidrocarburetos.

A Repsol rechaça as críticas, diz que pretende investir US$ 3,4 bilhões no país neste ano e pediu pelo prosseguimento das negociações.