Costa Concordia será removido por empresa americana

A empresa americana Titan Salvage, com base na Flórida, ganhou o contrato para realizar a remoção do navio de cruzeiro italiano Costa Concordia, que encalhou próximo à costa italiana em janeiro, em um acidente que matou 32 pessoas.

Segundo a empresa proprietária do navio, a Costa Cruzeiros, o trabalho de remoção deverá durar um ano, e a Titan Salvage vai contar com o auxílio de especialistas italianos.

O navio está encalhado nas águas rasas próximas à ilha de Giglio.