Escândalo de prostituição leva à demissão de mais 3 agentes americanos

O Serviço Secreto dos EUA anunciou a demissão de mais três de seus agentes, por conta do escândalo de prostituição que se desenrolou em meio à Cúpula das Américas, na Colômbia, no final de semana passado.

Com isso, sobe para seis, até agora, o número de funcionários que perderam seu emprego por conta do episódio na cidade de Cartagena. No total, 12 estão sendo implicados no escândalo.

Os agentes estavam em Cartagena para fazer a proteção da comitiva do presidente americano, Barack Obama, durante a Cúpula das Américas. Eles estão sendo acusados de terem levados prostitutas a seus quartos.

Uma delas disse ao jornal The New York Times, na última quarta-feira, que um dos agentes havia lhe prometido US$ 800 para ter relações sexuais, mas ofereceu apenas US$ 30 na manhã seguinte. Esse episódio se tornou público e acabou revelando o escândalo de prostituição.