STF suspende julgamento sobre constitucionalidade de cotas raciais

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Carlos Aires Brito, decidiu suspender o julgamento sobre a constitucionalidade da reserva de vagas em universidades públicas.

A deliberação sobre o tema será retomada na próxima quinta-feira.

Estão em julgamento três ações que contestam a validade do sistema de cotas. Uma delas foi ajuizada pelo DEM em 2009. Segundo a ação, o sistema de cotas viola preceitos fundamentais da Constituição de 1988.

O ministro Ricardo Lewandowski, relator do processo ajuizado pelo partido Democratas contra o sistema de cotas raciais da Universidade de Brasília (UnB), votou a favor das cotas.