Governo boliviano nacionaliza empresa de transmissão de energia espanhola

O governo boliviano anunciou por meio de um decreto nesta terça-feira a nacionalização da empresa Transportadora de Electricidad S.A. (TDE), administrada pelo conglomerado espanhol Grupo Red Eléctrica, responsável por 73% das linhas de transmissão de energia do país.

A medida foi tomada pelo presidente da Bolívia, Evo Morales, após pressão dos sindicatos, que reivindicavam um aumento salarial superior aos 8% oferecidos pelo governo.

Fundada em 1997, a TDE tinha 99,94% de seu capital detido pela Red Eléctrica Internacional, filial do Grupo Red Eléctrica de España (REE), sediado na Espanha. O restante (0,06%) pertencia aos trabalhadores da empresa.

A decisão veio acompanhada de uma ordem às Forças Armadas do país para a "imediata ocupação" da companhia.

Não é a primeira vez que Morales nacionaliza empresas estrangeiras em meio às comemorações do Dia do Trabalho, em 1º de maio. Desde que chegou ao poder, em 2006, o presidente boliviano aproveitou a data para estatizar companhias de petróleo, de eletricidade e de fundição.