Juiz americano rejeita pedido de Strauss-Kahn por imunidade diplomática

Um juiz de Nova York rejeitou o apelo de imunidade diplomática do ex-diretor do FMI Dominique Strauss-Kahn.

Agora, Strauss-Kahn enfrentará um julgamento civil, em que é acusado de violência sexual contra a camareira de um hotel na cidade.

As acusações criminais foram retiradas quando emergiram dúvidas sobre a consistência das provas do incidente.

O juiz disse que, como o político francês não apelou para a imunidade diplomática ao enfrentar as acusações criminais, não poderá fazê-lo agora.