Congresso argentino aprova nacionalização da YPF

O Congresso argentino aprovou nesta quinta-feira a nacionalização da companhia petrolífera YPF, que era controlada pela empresa espanhola Repsol.

A expropriação foi anunciada em abril pela presidente Cristina Kirchner. Ela diz que retomar o controle da petrolífera, que é a maior do país, é um interesse nacional.

No entanto, a manobra causou um estremecimento nas relações do país com a Espanha e com a União Europeia.

Os deputados argentinos aprovaram a expropriação da YPF por 207 votos a favor e 32 contra. Em frente ao Congresso, partidários do governo realizam uma manifestação com faixas e cartazes.

O texto já havia sido aprovado no Senado e deverá ser assinado e transformado em lei por Cristina Kirchner.