Coalizão de governo da Grécia perde maioria no Parlamento

Os dois partidos da coalizão de governo na Grécia, que apoiam medidas rigorosas de controle fiscal, perderam a maioria que tinham no Parlamento grego nas eleições gerais de domingo.

Com quase todos os votos apurados, o partido de centro-direita Nova Democracia aparece à frente com 19% - bem abaixo dos 33,5% obtidos nas eleições de 2009.

O outro partido da coalizão, o socialista Pasok, ficou apenas em terceiro lugar, com 13,3% dos votos (nas eleições anteriores, havia sido o partido mais votado, com 43,9%).

A coalizão de partidos de esquerda Syriza - que se opõe às medidas de austeridade fiscal do atual governo - acumula a segunda maior votação, com 16,7%.

O líder do Nova Democracia, Antonis Samaras, afirmou que pretende formar um governo de salvação nacional para manter o país na zona do euro, mas acrescentou que planeja "adicionar emendas" ao polêmico acordo acertado para a liberação do pacote de ajuda da União Europeia e do FMI.

Os resultados também indicam que o partido neonazista grego Amanhecer Dourado deve conseguir votos suficientes para conquistar espaço no Parlamento.