Padres irlandeses contestam autoridade do Vaticano

Um grupo representando cerca de 25% dos padres católicos da Irlanda reuniu-se nesta segunda-feira e pediu profundas reformas na estrutura da igreja, entre as quais o fim do celibato e a ordenação de mulheres.

As demandas são vistas como uma contestação sem precedentes à autoridade do Vaticano.

A Associação de Padres Católicos defendeu reformas após os escândalos de abuso sexual envolvendo vários religiosos do país.

Os padres, reunidos em Dublin, pediram o fim do celibato obrigatório, a eleição dos bispos e a ordenação de mulheres.

O encontro ocorre em um momento em que o líder da Igreja Católica na Irlanda, cardeal Sean Brady, sobre pressões para renunciar, pelo fato de ter encobertado vários casos de abuso.