Tribunal iraquiano ordena libertação de suposto militante do Hezbollah

Um tribunal do Iraque ordenou nesta segunda-feira que um homem acusado de envolvimento na morte de cinco soldados americanos em 2007 fosse libertado da prisão por falta de provas.

Ali Musa Daqduq, que seria ligado ao grupo militante islâmico Hezbollah, do Líbano, foi entregue às autoridades iraquianas pelas Forças Armadas americanas no ano passado pouco antes da saída das tropas americanas do país.

A corte, entretanto, não especificou a data em que a soltura ocorrerá.