Diretor do FBI diz que Al-Qaeda no Iêmen é 'ameaça' aos EUA

O diretor do FBI, Robert Mueller, diz que a célula da organização extremista Al-Qaeda no Iêmen é a "ameaça terrorista mais séria" aos Estados Unidos.

Mueller diz uma recente tentativa fracassada de explodir um avião que ia aos Estados Unidos com uma bomba plantada nas roupas íntimas de um homem mostrou a necessidade de que os poderes de vigilância de longo alcance do governo sejam renovados pelo Congresso americano.

O diretor disse a um comitê do Congresso que investigadores estão examinando a nova bomba.

Oficiais do Exército dos EUA voltaram ao Iêmen para ajudar as forças locais no combate à Al-Qaeda e cerca de 2 mil fuzileiros navais foram destacados para a costa do país em um navio.