Líder de esquerda desiste de coalizão de governo na Grécia

O líder do bloco de extrema-esquerda grego Syriza, Alexis Tsipras, anunciou que abandonará seus esforços de formar uma coalizão de governo.

Tsipras disse que falhou em conseguir um acordo com os principais partidos do país por causa de sua insistência em rejeitar as medidas de austeridade exigidas pela União Europeia e pelo FMI como parte de um acordo para fornecer dinheiro ao país.

Ele fez a anúncio após negociações mal sucedidas com os partidos Pasok e Nova Democracia, que apoiam o plano de resgate da economia.

O líder do Pasok, Evangeloz Venizelos, também deve tentar formar uma coalizão.

O correspondente da BBC em Atenas, Mark Lowen, diz que há sérias dúvidas sobre se Venizelos terá êxito - o que significa que uma nova eleição e um prolongamento da crise política parecem inevitáveis.

O caos financeiro causou um a grande revolta popular na Grécia e levou a uma profunda desconfiança dos partidos considerados como os articuladores das medidas de austeridade.

Uma tentativa do líder do partido nova Democracia Antonis Samaras de negociar uma coalizão falhou na última segunda-feira.