Militantes da Al-Qaeda são mortos no Iêmen, diz governo

Oito militantes ligados à rede Al-Qaeda teriam sido mortos durante um ataque com mísseis no sul do Iêmen, disseram nesta quinta-feira autoridades do país.

Ainda não há informações se a ofensiva aérea na cidade de Jaar, um dos principais redutos dos insurgentes supostamente ligados à Al-Qaeda, foi realizada por forças armadas iemenitas ou americanas.

Na última quarta-feira, o diretor do FBI, Robert Mueller, afirmou que o braço da Al-Qaeda no Iêmen representa, atualmente, a mais séria ameaça terrorista aos Estados Unidos.

Na semana passada, o departamento de inteligência americano frustrou um plano para explodir um avião com destino aos Estados Unidos vindo do Iêmen. Uma bomba teria sido encontrada na cueca do suposto terrorista.