EUA retomam venda de armas ao Bahrein

Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira que voltarão a vender armas para o Bahrein.

A exportação de armamentos para o país estava suspensa há um ano, época em que o governo começou a reprimir protestos pró-democracia.

Segundo a Anistia Internacional, ao menos 60 pessoas foram mortas pelo regime desde o início dos protestos em fevereiro de 2011.

O Bahrein é um aliado chave dos EUA e abriga a quinta frota americana no Golfo Pérsico.

Segundo o Departamento de Estado dos EUA, a retomada das vendas visa "manter as capacidades de defesa externa" do Bahrein.

A Casa Branca disse, porém, que não serão enviados equipamentos de controle de multidões. As principais aquisições de armamentos devem ser uma fragata, barcos de patrulha e motores de caças F-16.

Altos funcionários de Washington disseram no entanto que a administração do presidente Barack Obama ainda tem preocupações com a questão dos direitos humanos no Bahrein.