Cofundador do Facebook deixaria de pagar US$ 67 milhões em impostos com IPO

Atualizado em  17 de maio, 2012 - 14:07 (Brasília) 17:07 GMT

Um dos cofundadores do Facebook, o brasileiro Eduardo Saverin, poderá deixar de pagar US$ 67 milhões (R$ 134,3 milhões) em impostos ao Fisco dos Estados Unidos ao renunciar a cidadania americana às vésperas do IPO da rede social.

A estimativa foi feita pela agência Bloomberg com base no preço das ações controladas pelo brasileiro.

Saverin entregou o pedido de renúncia de sua cidadania americana às autoridades dos EUA no último dia 30 de abril. No comunicado, ele alegou que não morava mais nos Estados Unidos e que permaneceria operando seus negócios de Cingapura, onde residirá "por um período indefinido".

Analistas acreditam, entretanto, em uma manobra fiscal do brasileiro para evitar pagar impostos relacionados à oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da rede social.

O cofundador do Facebook deteria 4% das ações da empresa, o que lhe renderia aproximadamente US$ 3,84 bilhões com a estreia da companhia na bolsa.

Nesta semana, o Facebook comunicou à Securities and Exchange Comission (SEC), órgão regulador do mercado mobiliário americano, que aumentou a faixa de preço do IPO para US$ 34 a US$ 38.

Com a mudança, a abertura de capital da rede social poderá levantar mais de US$ 18 bilhões, elevando seu valor de mercado a um patamar superior a US$ 100 bilhões.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.