Conflito sobre a Síria deixa dois mortos no Líbano

Ao menos duas pessoas morreram na capital do Líbano, Beirute, na madrugada desta segunda-feira, em confrontos motivados por divisões sobre a crise na Síria.

A disputa ocorreu entre um grupo de partidários do presidente sírio, Bashar al-Assad, e defensores dos rebeldes que lutam pelo fim de seu regime. Os dois lados estavam armados.

Esta é a primeira vez que o Líbano, país vizinho à Síria, registra este tipo de violência desde o início dos confrontos que, segundo a ONU, já deixaram mais de 9.000 mortos.

Embora as forças de segurança libanesas já tenham restaurado a ordem, o correspondente da BBC em Beirute destaca que o conflito traz à tona as divisões que marcam a sociedade do país.

O enfrentamento teria sido motivado pela morte de dois religiosos sunitas ligados ligados a uma facção contrária ao regime sírio no domingo, em uma operação de soldados libaneses.

O Exército libanês prendeu três militares no posto de fronteira onde o ataque contra os clérigos ocorreu.