Polícia detém ao menos cem em protestos estudantis no Canadá

Ao menos cem pessoas foram detidas em Montreal, no Canadá, durante intensos protestos contra o aumento das taxas de matrícula para estudantes que levaram milhares às ruas da cidade.

O governo da província de Quebec pretende elevar o custo das matrículas em 80%, com aumentos anuais de US$ 254 durante sete anos.

As prisões ocorreram de acordo com uma lei emergencial aprovada na sexta-feira pelo governo de Quebec para limitar os protestos que já vêm ocorrendo há alguns dias. De acordo com a legislação, os manifestantes precisam enviar a rota das passeatas à polícia com ao menos oito horas de antecedência.

Alguns grupos passaram a seguir a regra, mas lideranças estudantis rejeitaram a medida dizendo que trata-se de uma violação de seus direitos democráticos.