Egito terá 2º turno entre Irmandade Muçulmana e ex-premiê de Mubarak, diz mídia estatal

Eleitores egípcios terão de escolher entre o candidato da Irmandade Muçulmana, Mohammed Mursi, e o ex-primeiro ministro da era Mubarak Ahmed Shafiq em um segundo turno das eleições presidenciais nos dias 16 e 17 de junho, segundo a mídia estatal.

Mursi teria 25,3% dos votos até o momento contra 24,9% de Shafiq.

Os dois candidatos representam forças que vêm se enfrentando há décadas no país.

O resultado oficial só será anunciado na terça-feira, mas a mídia estatal vêm divulgando resultados parciais de seções eleitorais em todo o país e anunciou agora os dois líderes na corrida presidencial.

A eleição é vista como uma conquista histórica por observadores internacionais, mas analistas dizem que muitos egípcios, especialmente aqueles que apoiaram a revolução, vão achar o resultado decepcionante.