Atum com radiação de Fukushima é encontrado na Califórnia

Cientistas americanos afirmaram ter encontrado nesta segunda-feira indícios de contaminação radioativa do desastre nuclear de Fukushima em um atum que migrou do Japão para a costa da Califórnia.

Segundo os pesquisadores, o peixe não representava risco à saúde e os níveis de radioatividade nele encontrados estavam muito abaixo dos limites legais.

Eles, entretanto, se disseram surpresos com a descoberta, já que esperavam que o atum tivesse metabolizado e reduzido a zero a radioatividade à medida em que cruzasse o Oceano Pacífico.

Níveis semelhantes de radiação já haviam sido achados em peixes menores e em plâncton.

Os cientistas disseram, ainda, que o resultado da pesquisa evidencia que os diferentes ecossistemas da Terra estão interligados.

Assim, segundo eles, o que acontece do outro lado do mundo pode ter efeitos devastadores em locais a quilômetros de distância da origem do problema.