Rebeldes dão ultimato a governo da Síria

O Exército Sírio Livre deu um prazo de 48 horas para que o governo retire todas as suas forças das cidades e vilarejos sírios.

Caso contrário, o grupo de insurgentes afirma que irá abandonar qualquer compromisso com o plano de paz internacional.

Em um vídeo postado na internet, um oficial rebelde, coronel Qassem Saadedinne, disse que se o governo não cumprir o ultimato até o meio-dia (hora local) da próxima sexta-feira, não haverá mais razão para que os combatentes rebeldes cumpram unilateralmente a trégua.

Os insurgentes dizem ainda que o governo deve colocar em prática todos os termos no plano de paz proposto pelo enviado especial da ONU e da Liga Árabe ao país, Kofi Annan.

Horas antes, a vice-enviada especial, Jean Marie Guehennon, disse ao Conselho de Segurança da ONU que negociações entre o governo sírio e a oposição são impossíveis enquanto a violência continuar.