Prefeito de Nova York quer proibir venda de refrigerantes acima de 500 ml

Refrigerante | Foto: Reuters Direito de imagem Reuters
Image caption Prefeito de Nova York quer proibir venda de refrigerantes acima de 500 mililitros.

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, defendeu nesta quinta-feira a proibição da venda de refrigerantes e outras bebidas açucaradas com mais de 500 mililitros em locais públicos da cidade, como restaurantes e cinemas.

O objetivo da medida é combater a obesidade, considerada uma epidemia nacional.

Se aprovado, o veto afetaria restaurantes de comida rápida (fast-food), centros esportivos, como estádios de futebol, e cinemas. As bebidas vendidas em supermercados, assim como as dietéticas ou feitas à base de frutas, estariam isentas da proibição.

Embora a associação de bebidas local tenha criticado as medidas, o gabinete do prefeito diz que os refrigerantes constituem um fator decisivo para o aumento dos índices de obesidade.

A proibição, se ratificada, poderia entrar em vigor já no próximo ano.