Monge budista é condenado por abuso sexual de menina de 8 anos

Um dos principais líderes dos monges budistas do Sri Lanka na Grã-Bretanha foi preso por abusar sexualmente de um criança há 35 anos.

O venerável Pahalagama Somartana foi condenado a sete anos de prisão pelo abuso de uma menina de 8 anos em Londres.

No entanto, ele foi inocentado de acusações de estupro em outro caso.

Um correspondente da BBC diz que o venerável Somaratana é um dos poucos monges budistas do Sri Lanka a serem condenados por abuso sexual de crianças, apesar de declarações de que tais incidentes seriam frequentes em estabelecimentos religiosos cingaleses.