Cepal e OIT projetam desemprego em queda na América Latina

A Cepal (Comissão Econômica para América Latina e Caribe) e a OIT (Organização Internacional do Trabalho) divulgaram nesta quarta-feira projeções de que o desemprego seguirá caindo na América Latina e no Caribe até o patamar de 6,5%.

Segundo um documento que analisa a situação de emprego na América Latina e no Caribe, a taxa de desemprego urbano caiu de 7,3% em 2010 para 6,7% em 2011, níveis que não eram registrados desde a primeira metade da década de 90, e a expectativa é de que a tendência de queda prossiga.

A Cepal e a OIT registram ainda aumento no número de postos de trabalho formais com proteção social e redução nas taxas de subemprego, além de crescimento moderado em termos reais nos salários médios e mínimos.

No entanto, o documento observa que ainda persistem problemas de inserção no mercado de trabalho na região, especialmente em relação a mulheres e jovens.