Lei da Copa é sancionada com seis vetos; meia-entrada é mantida

A presidente, Dilma Rousseff, aprovou a Lei Geral da Copa com vetos, mas mantendo a meia-entrada para estudantes.

Foi vetada uma quota de ingressos populares para jogos da seleção brasileira por “dificuldades operacionais”.

Foram vetados também artigos que facilitavam a obtenção de vistos por estrangeiros e trabalho voluntário.

O governo alegou que fez os vetos nos pontos onde identificou "contrariedade ao interesse público e inconstitucionalidade".