Parentes de vítimas do regime Pinochet protestam contra documentário no Chile

Parentes de vítimas do regime militar do general Augusto Pinochet, no Chile, protestaram contra planos de exibir neste domingo um documentário enaltecendo o ex-líder chileno em um teatro da capital chilena, Santiago.

Mais de 3 mil pessoas foram mortas ou desapareceram durante o regime comandado por Pinochet, entre 1973 e 1990.

Os familiares de vítimas participaram de um protesto em Santiago, realizado em um antigo centro de detenção e tortura.

Eles pediram a suspensão a exibição do documentário, intitulado apenas Pinochet.

O governo diz não ter poderes para suspender a exibição do filme, uma vez que se trata de um evento privado.

Os realizadores do filme e da sessão de exibição dizem que a produção visa oferecer um retrato de Pinochet distinto do que foi apresentado pela mídia local e internacional, o de que ele foi um ditador brutal.