Relatório revela décadas de abuso sexual entre militares na Austrália

Um relatório pedido pelo Ministério da Defesa da Austrália revela cerca de 850 casos de abuso sexual e de outros tipos entre as Forças Armadas da Austrália.

Os detalhes sobre os abusos foram obtidos pela rede de televisão australiana Australian Broadcasting Corporation e mostram casos ocorridos entre as décadas de 50 e 70. Há a possibilidade de alguns casos terem ocorrido até no final da década de 80.

Meninos de até 13 anos teriam sofrido abuso físico e sexual. A idade mínima para a entrada nas Forças Armadas australianas costumava ser esta.

O relatório sugere que, em décadas passadas, pedófilos teriam entrado para as Forças Armadas apenas para ter acesso a estes jovens.

A primeira-ministra australiana, Julia Gillard, afirmou que está analisando a possibilidade de instaurar uma comissão para investigar as acusações de abuso entre os militares.